TOPOGRAFANDO

Site de topografia para dúvidas, troca de informações, vendas, contratação de mão de obras, anuncio e etc


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Procedimento de levantamento em campo - Qual maneira mais produtiva?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Boa noite.
Venho trabalhando em uma empresa nova, esta porém em campo trabalha diferente, não se registra as descrições do ponto medido na estação, mas se anota a numeração para cada descrição e se faz o levantamento por "sequência" por exemplo
Mede toda a guia numa sequência de 1 á 30
Após mede todo o eixo na sequência de 31 á 61
E mede a outra guia na sequência de 61 á 91.
arvores de 92 á 100.
Poste de 101 á 107.
Isso permite que se desenhe "automaticamente".

E quanto o levantamento por descrição, se vai cadastrando tudo aleatoriamente, sem indas e vindas, somente alterando a descrição na estação total. (como poste, guia, eixo, guia, arvore, poste...)
Porém no desenho tudo deve ser ligado ponto por ponto.

De maneira geral, qual seria mais produtivo???
Obrigado a todos que compatilham suas opniões.

Ver perfil do usuário

2 maneira mais produtiva em Seg Dez 05, 2011 6:47 pm

Cara amigo... eu trabalhei muito tempo em uma empresa que trabalhava mais ou menos nesse sistema que vc esta mensionando, hoje eu presto muito serviço para eles, cadastro urbano, projetos de rodovias e etc... lá existe uma tabela com os códicos de cada descrição. exemplo: bordo de estrada = BE. eixo de pista = EX.
até ai normal né! oque muda é o seguinte, agente cria linhas para cada descrição.
não introduz na estação só a descrição, introduz o numero da linha e o códico.
exemplo: 2 BE , 3 EX , 4 BP .... assim quando vc cadastra os pontos em forma de linhas, o programa ja liga automaticamente, ligando do numero do ponto menor até o maior, então vc tem que tomar cuidado em não volta a linha, sempre para frente, se não vai cruzar as linhas e virar uma bagunça o desenho, mais vc pode levanta varios pontos com linhas diferente, não precisa levar cada uma até o final, só cuida para não trocar as linhas para não cruzar::: explicando assim parece complicado, mais no campo é muito pratico e rapido, questão de costume... e até mesmo seu croqui fica menos carregado com numeros de pontos, desse modo agente só coloca o numero da linha e a sua descriçao, e alguns detalhes de pontos.

Ver perfil do usuário
Senhores, achei interessante os métodos aqui apresentados. Mas a questão é: cometeu um erro, por menor que seja, perdeu todo o serviço do dia. Outra coisa: gostaria de ver essa metodologia de coleta de pontos no levantamento de uma favela por exemplo ou mesmo em bairros "certinhos" sendo usados 3 auxiliares na coleta, cada um com um prisma. Acredito que este metódo de coleta só seja podutivo para o desenhista. Vejamos na prática: numa rua devidamente calçada, admitindo-se que eu só tenha um auxiliar, eu começo o cadastro pelo meio fio, num único sentido e pegando os dois lados de vez, seria o "sistema costurando" e no final do trecho, eu faria o retorno pelo eixo, se fosse o caso. Resumindo, o auxiliar foi e voltou e meu cadastro ficou completo. Pelo sistema apresentado, o auxiliar teria que retornar mais uma vez. Eu gostaria de saber dos senhores quantos pontos vocês conseguem coletar por dia? Obrigado
Leonardo Leandro Siqueira escreveu:Boa noite.
Venho trabalhando em uma empresa nova, esta porém em campo trabalha diferente, não se registra as descrições do ponto medido na estação, mas se anota a numeração para cada descrição e se faz o levantamento por "sequência" por exemplo
Mede toda a guia numa sequência de 1 á 30
Após mede todo o eixo na sequência de 31 á 61
E mede a outra guia na sequência de 61 á 91.
arvores de 92 á 100.
Poste de 101 á 107.
Isso permite que se desenhe "automaticamente".

E quanto o levantamento por descrição, se vai cadastrando tudo aleatoriamente, sem indas e vindas, somente alterando a descrição na estação total. (como poste, guia, eixo, guia, arvore, poste...)
Porém no desenho tudo deve ser ligado ponto por ponto.

De maneira geral, qual seria mais produtivo???
Obrigado a todos que compatilham suas opniões.

Ver perfil do usuário

4 amigo José em Ter Dez 06, 2011 4:28 am

entendi perfeitamente sua explanação... pareceu meio confuso para vc a questão de produtividade, vendo que do modo convencional seria mais pratico, a seu modo de vista. Eu ja trabalhei e trabalho dos dois modos, conforme a contratante pede.
eu particularmente prefiro adota esse sisteme de linhas, ja me acostumei e trabalho com 2 auxiliares no prisma direto, realizando cadastro urbano, muito deles em favela, algumas em brasilia, florianopolis, vitória, vila velha e outras por ai. e tenho comigo esse modo de trabalhar mais produtivo, a questão é vc estar trabalhando em sintonia com seu aux, porque ele que vai determinar a produtividade, meus 2 aux são bons, ja estãoa costumado com esse sistema, e o topografo tem que ser ligado, porque muitas vezes vc esta trabalhando com mais de 10 linhas ao mesmo tempo(guia,bordo,eixo,muro,cerca,acesso,casa.....) e tens que tomar o cuidado para não confundir essas linhas, para não cruzarem,em um cadastro muito complexo como em uma favela, do modo conv de pontos aleatoriamente, vc tem que anotar muito ponto no croqui, concorda??? isso por que não vai ser nós que vamos desenhar, vai para a seção tecnica da empresa e lá se as coisas não chega mastigadinha a culpa sempre é do topografo,rsrsrs... e trabalhando com linhas vc diminui essas anotações no croqui, e ganha tempo para fazer mais irradiações... em média eu coleta entre 400 a 600 pts dia até mais, depende do serviço das condições do terreno e etc etc... questão de opinião, meu serviço de cadastro rende bem em um dia trabalhado... em projetos de implantação de estradas com varias mudança, seção de 20 em 20 com 30m para cada lado, costumo fazer em média 600m dia, um serviço bem detalhado... só para ressaltar a empresa que só trabalha assim é a PROSUL PROJETOS E SUPERVISÃO LTDA. de florianopolis,e escritórios espalhados em são paulo,minas, espirito santo,mato grosso,brasilia, piaui, parana... abraço

Ver perfil do usuário
Eu também já trabalhei nos 2 métodos e tem os pós e contras:

Na minha opinião acho que depende do serviço a executar, pois pode agilizar o campo e emperrar no escritório como um funil que no campo seria o topo do funil e no escritório o gargalo, assim demorando a entrega dos trabalhos.

No método de levantamento "costurado" como nosso nobre colega disse, ao meu ver agiliza em 20 a 30% do método por linha, pois já executei os 2 e comparei com os mesmos auxiliares e serviços semelhantes. Só que na maioria dos casos o desenhista de escritório teve algumas dificuldades, onde teve que aguardar o topografo chegar do campo para sanar as duvidas onde já se perdeu 1 dia de desenho que no final acabou ficando a agilidade do campo negativo a porcentagem que estava positiva.
A vantagem desse método é que aparenta render maior numero de pontos levantados, mas precisa ser bem "croquizado" e informado onde nessa "costura" pode pular a ordem de vários pontos e com isso emperrar o serviço.
O método de linha é mais seguro porem castiga mais do auxiliar e a agilidade fica com referencia ao "costurado" não é superior mas ganha na produtividade no escritório que fica mais interpretável e a finalização do serviço é mais ágil.


Minha humilde opinião.

Alessandro,

Ver perfil do usuário http://topografia-alfatop.blogspot.com/
Léo, acredito que tem seus prós e contras. Acredito que o método convencional de levantamento (utilizando descrição) seja uma maneira mais organizada se trabalhar, pois terá a representatividade de cada ponto levantado. Mas tudo é questão de costume, eu particularmente prefiro o método convencional. Só para citar um exemplo, fiz um levantamento em um condomínio fechado e foi necessário pegar os pontos em uma avenida, com seções a cada 20 metros, pegando borsa da pista, poste, cerca, placas, etc... Se levantássemos um código por vez, demoraríamos bem mais...

Ver perfil do usuário
Façam os dois e comparem....
As caminhadas são iguais e sem querer ofender ninguem deixem escrever a piada que se diz lá por Portugal.
"É tão longe daqui a Chupas, como de Chupas aqui!"
Eu também acho ridículo levantar por linhas ,mas já levantei e muito...
Cabe ao profissional fazer com que o mau sistema se torne bom...
Ó Mestre José Santos....800....numa tarde! 3,5 horas...1 bastão.
Façam como diz a NovaSchin....experimenta!!!!
Mas sem duvida,levantar por linha só serve ao gabinete.
Nós que somos grandes,"Albardamos o burro á vontade do Dono"! Twisted Evil

Ver perfil do usuário

8 o bom é fazer campo e escritorio em Sab Mar 03, 2012 8:49 pm

eu faço o campo e escritorio,então faço o levantamento dependendo do local,posso variar,alem disso dispenso o croquis.

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum